Como construir um manual de gestão da rotina e organização dentro da clínica

Como construir um manual de gestão da rotina e organização dentro da clínica

Um bom manual de gestão da rotina na clínica tem a capacidade de melhorar o ambiente como um todo, otimizando processos, agilizando o trabalho dos profissionais e aperfeiçoando a qualidade do atendimento ao paciente.

Neste conteúdo vamos trazer algumas informações sobre o que é e qual a importância de contar com um manual de gestão da rotina na sua clínica, assim como trazer dicas de como criar. Acompanhe.

O que é e para que serve um manual de gestão organizacional dentro da clínica?

Um manual de gestão da rotina, padrões e procedimentos dentro da clínica é um documento que reúne todas as informações e diretrizes necessárias para orientar o trabalho dos profissionais de saúde na clínica. 

Ele descreve todas as atividades realizadas na clínica, desde o agendamento de consultas, o atendimento ao paciente, a conduta dos profissionais diante de determinado acontecimento, até o fechamento do caixa.

Esse manual é importante para padronizar os processos e garantir a qualidade dos serviços oferecidos pela clínica. Ele deve ser verificado periodicamente e atualizado sempre que necessário para garantir que as informações estejam corretas e atualizadas.

O manual de gestão da rotina, é uma ferramenta essencial para o dia a dia da clínica, pois ajuda a minimizar erros, melhorar a eficiência dos processos e aumentar a produtividade da equipe. 

Ele também pode ser usado para treinar novos funcionários e garantir que todos os membros da equipe estejam estáveis ​​com as diretrizes e os procedimentos da clínica.

gestão da rotina

O que deve estar contido em um bom manual de gestão de rotina na clínica

Um manual de gestão da rotina e procedimentos na clínica deve conter uma série de informações importantes para garantir a eficiência e a qualidade dos serviços prestados. A seguir, descrevemos alguns recursos fornecidos que podem compor essa estrutura:

  • Introdução: deve-se apresentar o objetivo do manual de gestão de rotinas, explicando como ele será utilizado e quem será responsável por sua redação e revisão.
  • Políticas da clínica: deve-se descrever as políticas gerais da clínica, como sua missão, visão e valores. Também podem ser incluídas informações sobre a estrutura organizacional da clínica e seus principais objetivos.
  • Rotinas administrativas: é preciso apresentar questões administrativas da gestão da rotina clínica, como agendamento de consultas, recepção de pacientes, cadastro de pacientes, cobrança e fechamento de caixa.
  • Rotinas assistenciais: aqui, devem ser descritas as rotinas assistenciais da gestão clínica, incluindo a triagem dos pacientes, anamnese, exame físico, diagnóstico, prescrição de medicamentos e tratamento, solicitação de exames e encaminhamento para especialistas.
  • Procedimentos operacionais padrão (POPs): os POPs são documentos que descrevem as etapas necessárias para a realização de procedimentos específicos na gestão da clínica. Nesse tópico, devem ser apresentados os principais POPs da clínica, como a higiene de materiais, a preparação de salas de atendimento e a coleta de exames laboratoriais.
  • Fluxograma de atendimento: documento que descreve, de forma visual, o fluxo de atendimento dos pacientes na clínica. Pode ser usado como uma ferramenta para garantir que todos os membros da equipe estejam satisfeitos com os procedimentos e para identificar pontos de melhoria.
  • Políticas de segurança do paciente: as políticas de segurança do paciente da clínica envolvem o controle de sobrevivência, uma representação correta dos pacientes e prevenção de eventos adversos.
  • Treinamentos e capacitações: nesse tópico, devem ser descritas as políticas de treinamento da clínica e os principais temas abordados nessas capacitações.
  • Anexos: por fim, o manual deve incluir anexos com documentos importantes, como modelos de formulários, listas de verificação e POPs específicos da clínica.
sistema de gestão para clínica

É importante lembrar que a estrutura do manual pode variar de acordo com as necessidades e particularidades de cada clínica, mas esses são um bom ponto de partida para a elaboração do documento. 

Além disso, é fundamental que o manual seja revisado periodicamente para garantir que as informações estejam atualizadas e reflitam os processos e a rotina gerencial da clínica.

Algumas dicas de como criar um bom manual para gestão de rotinas na sua clínica

Criar um bom manual de gerenciamento da rotina para uma clínica médica é fundamental para garantir a eficiência e a qualidade dos serviços prestados. Algumas dicas importantes para criar um manual efetivo são:

  • Identificar os processos críticos da clínica: é importante identificar processos críticos da clínica, que podem afetar a segurança do paciente ou a qualidade dos serviços prestados. Esses processos devem ser descritos detalhadamente no manual.
  • Envolver toda a equipe: é importante envolver toda a equipe da clínica na elaboração do manual, pois isso garante que as etapas sejam descritas corretamente e as rotinas estejam de acordo com as práticas da clínica. 
  • Utilizar uma linguagem clara e objetiva: o manual deve ser escrito de forma clara e objetiva, utilizando uma linguagem simples e direta. Isso garante que as informações sejam compreendidas facilmente.
  • Utilizar exemplos práticos: para facilitar a compreensão das rotinas e procedimentos vividos no manual, é importante utilizar exemplos práticos e ilustrados. 
  • Incluir checklists e formulários: os checklists e formulários são ferramentas úteis para padronizar as rotinas e procedimentos da clínica. Eles ajudam a equipe a realizar as etapas dos processos de forma consistente e diminuem a possibilidade de erros. 
  • Realizar revisões periódicas: o manual deve ser revisado periodicamente para garantir que as informações estejam atualizadas e reflitam os processos da clínica. É importante que a equipe esteja ciente dessas atualizações e que as mudanças sejam implementadas de forma gradual, garantindo que todos estejam compatíveis com as novas rotinas e procedimentos.
sistema de gestão para clínica

Ao seguir essas dicas, é possível criar um manual de gestão de rotinas efetivo e bem estruturado, que garanta a qualidade e a segurança dos serviços prestados na clínica médica.

Inscreva-se no nosso blog

Se você gostou do conteúdo que trouxemos sobre como elaborar um manual de rotinas para sua clínica, não deixe de conferir os muitos outros textos que já criamos sobre diversos aspectos da área médica. 

Nesse sentido, inscreva-se no nosso blog e acompanhe periodicamente nossos conteúdos, para ficar por dentro de assuntos pertinentes ao ambiente das clínicas, dos profissionais e de tudo o que gira em torno desse universo.

Compartilhe
Juliano Viana

Juliano Viana

Redator publicitário que trabalha com marketing de conteúdo. Escreve diariamente artigos, posts, e-mails, roteiros, e-books, páginas de vendas e outros materiais para o Clínica nas Nuvens.
Compartilhar Inscreva-se