Compartilhar Inscreva-se

8 avanços da tecnologia na medicina que você precisa conhecer

8 avanços da tecnologia na medicina que você precisa conhecer

Praticidade, facilidade e produtividade são apenas algumas das características que os adventos tecnológicos proporcionam aos mais diversos setores econômicos. Na área da saúde, isso não é diferente, de modo que há grande impacto positivo dos avanços da tecnologia na medicina.

Os benefícios englobam toda a assistência em saúde, do ponto de vista do profissional, do paciente e até mesmo dos gestores de clínicas e hospitais. Sendo assim, seja para diagnóstico, seja para tratamento, seja para a administração de recursos, a tecnologia é essencial.

Pensando nisso, neste post, abordaremos 8 ferramentas que muito têm contribuído para a medicina e as diferentes partes envolvidas. Confira, a seguir, todos os detalhes sobre o tema!

1. Telemedicina

A telemedicina é uma prática que passou a ser reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina por meio da Resolução CFM nº 1.643/2002 de maneira excepcional em razão da pandemia da COVID-19. Dessa maneira, enquanto durar essa situação é permitido o diagnóstico, prevenção, tratamento e monitoramento de doenças a distância.

Com os parâmetros devidamente estabelecidos, pode-se afirmar que a telemedicina utiliza recursos audiovisuais com o intuito de prestar melhor assistência, além de viabilizar a educação e a pesquisa na área da saúde.

O principal benefício da prática é a quebra de barreiras geográficas, de modo que a distância se torna um problema solucionado. Com isso, obtém-se, ainda, maior agilidade nos processos, além da redução de custos.

telemedicina

2. Inteligência artificial

Conceituar a inteligência artificial não é uma tarefa fácil. Na verdade, uma das maneiras de caracterizar a prática é relacionando-a com a capacidade humana para resolução de algum tipo de problema.

Com o intuito de concretizar esse objetivo, são elaborados algoritmos, que viabilizam a análise de dados. Portanto, mais importante que saber o que representa o dado é estabelecer diferentes relações obtidas com o processamento deles.

Afinal, como isso contribui para a medicina? A análise de dados resulta na elaboração de probabilidades diagnósticas. Mas vale reforçar que isso não veio para substituir o laudo de um médico, e, sim, para representar um sistema de apoio nas decisões clínicas.

3. Internet das Coisas (IoT)

Antes de falar especificamente sobre a Internet das Coisas, vamos apresentar uma inovação que vem ganhando cada vez mais espaço: os wearables. Como o próprio nome sugere, trata-se de dispositivos corporais.

Na prática médica, tais equipamentos são intimamente relacionados à possibilidade de obter, em tempo real, os dados vitais, o nível de glicemia, os parâmetros de eletrocardiograma e diversos outros valores.

Considerando que isso é detectado de maneira contínua, a Internet das Coisas surge no contexto de enviar as informações, seja para um profissional, seja para uma base de dados. Enfim, é um recurso fundamental para ajustar a assistência considerando todo o cotidiano do paciente, não apenas o momento da consulta.

4. Software de gestão para clínicas

O software de gestão representa um método de grande valia para a administração de um negócio em saúde. Em uma clínica, por exemplo, é fundamental que os processos estejam integrados e bem geridos.

O uso de um sistema viabiliza isso, centralizando as mais diversas informações em um único local, com devida organização, praticidade de acesso, segurança no armazenamento e garantia de maior produtividade.

Sendo assim, as vantagens contemplam os gestores, os profissionais da saúde e, até mesmo, os pacientes, que se deparam com a informatização, facilitando processos que antes eram sinônimo de dor de cabeça, como uma simples marcação de consulta.

Migrar de sistema de gestão

5. Prontuário eletrônico

Por meio do prontuário eletrônico, todos os dados clínicos e cadastrais dos clientes ficam armazenados em uma única base de dados — o que permite que os profissionais o acessem de qualquer lugar e a qualquer hora, facilitando a integração do trabalho em equipe.

Além disso, mais uma de suas vantagens é que informações sobre tratamentos, resultados de exames, sintomas e histórico do paciente, por exemplo, são atualizadas em tempo real, tornando mais fácil o trabalho do médico.

Dessa forma, o prontuário eletrônico possibilita a automação de processos e o torna mais simples, o que, consequentemente, reduz o tempo de tempo de atendimento e gera mais produtividade à equipe de suporte e aos médicos que, por sua vez, também conseguem garantir diagnósticos mais precisos.

Você também pode gostar desses conteúdos:

6. Diagnósticos personalizados

Hoje em dia, a maioria dos medicamentos e tratamentos é desenvolvida por meio de dados obtidos de pessoas com características comuns, como pessoas de determinada faixa etária e nacionalidade.

Contudo, esse mesmo tratamento passa a ser aplicado em todo o mundo e, consequentemente, em pacientes que contam com uma genética completamente diferente daqueles em que o teste foi realizado.

Hoje em dia, em razão da utilização da realidade aumentada e das facilidades de armazenamento e de compartilhamento de informações pela internet, já há a possibilidade de realizar diagnósticos mais personalizados ao obter dados muito mais precisos sobre os pacientes e suas patologias.

7. Robôs cirúrgicos

Os robôs cirúrgicos já são uma realidade que garantem que procedimentos cada vez menos invasivos e mais seguros sejam realizados nos pacientes. Trata-se, na realidade, de estruturas robóticas que são comandadas por um especialista e, em razão de câmeras que geram imagens tridimensionais, é possível observar o corpo por dentro.

Além disso, mais uma das vantagens dos robôs cirúrgicos é que, ao contrário dos braços humanos, eles não estão sujeitos a tremores, além de ser possível rotacioná-los em 360 graus, o que permite que movimentos muitos mais precisos sejam realizados, especialmente em áreas delicadas do corpo e de alta complexidade.

Contudo, apesar de a utilização da inteligência artificial diminuir as falhas humanas, é imprescindível haver um cirurgião comandando a estrutura, pois cabe a ele o poder de decisão acerca da cirurgia.

8. Nanomedicina

Mais um dos avanços da tecnologia na medicina é a descoberta da nanomedicina que, por sua vez, consiste na utilização de nanopartículas, nanorobôs e outras ferramentas nanométricas com o objetivo de prevenir, diagnosticar ou curar doenças.

A nanomedicina permite, por exemplo, que os efeitos dos medicamentos sejam otimizados ao levá-los diretamente para onde são necessários dentro do corpo, o que, além de aumentar a eficácia do tratamento, também reduz as dosagens das drogas, a sua toxicidade e os efeitos colaterais em tratamentos, como o do câncer, para que seja possível atingir apenas as células defeituosas e não as saudáveis.

Atualmente, também existem produtos que são resultados da nanotecnologia, por exemplo, os equipamentos médicos, como marca-passo, válvulas cardíacas, curativos antimicrobianos, cateteres, implantes ortopédicos e tecidos com características especiais.

Como vimos, diante de tantas possibilidades, é indubitável que os avanços da tecnologia na medicina são vistos de maneira positiva pela sociedade e pelos médicos, uma vez que, no geral, eles garantem uma maior abrangência no cuidado com a saúde, além de se mostrarem seguros e precisos na assistência. Por fim, a automatização garante integração, agilidade, redução de custos e, ainda, uma maior produtividade para as clínicas e os consultórios.

O nosso conteúdo sobre os avanços da tecnologia na medicina foi útil? Então, que tal conhecer um software capaz de auxiliar no desenvolvimento do negócio? Entre em contato conosco e saiba como o Clínica nas Nuvens é capaz de contribuir para a gestão em saúde!

 

Melhore os processos da clínica com o software médico Clínica nas Nuvens
Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.