Compartilhar Inscreva-se
A saúde da sua clínica também precisa de cuidados!
  • Diminua 50% as faltas dos pacientes.
  • Economize 40% no tempo de suas secretárias.
  • Facilite 100% seu dia.
Gostou desse conteúdo?

Junte-se a nossa lista de 10.500 profissionais da saúde e receba em primeira mão conteúdos exclusivos, eBooks e dicas de gestão.

Agora estamos prontos para ajudar você!

Você receberá todos os nossos conteúdos, dicas e ferramentas exclusivas.

Entenda a importância da humanização no atendimento ao paciente

Entenda a importância da humanização no atendimento ao paciente

A medicina e as demais áreas relacionadas à saúde se encontram, atualmente, em uma era de ouro no tocante a avanços tecnológicos. Com imensas possibilidades e técnicas especializadas, hoje, os médicos encaram as doenças com fervor científico. Entretanto, na mesma medida, a medicina se tornou fragmentada e um de seus aspectos-chave vem sendo deixado para trás: a humanização no atendimento ao paciente

Trata-se de um conceito novo e que cresceu bastante na área da saúde. Criar uma relação próxima ao paciente em seu momento de dor é fundamental e oferece enormes benefícios no tratamento.

Neste post, veja como o contato sincero, ético e empático com o paciente precede qualquer técnica científica e entenda porque a humanização é um elemento crucial para o sucesso de qualquer prática de saúde!

O conceito de humanização no atendimento ao paciente

A humanização no atendimento ao paciente nada mais é do que o relacionamento honesto entre o profissional de saúde e seu paciente. Esse contato é construído com respeito, empatia e carinho, focando nas necessidades próprias do doente, que vão além de seus meros aspectos patológicos.

Quando uma pessoa tem determinada doença, ela pode ficar emocionalmente desestabilizada. Isso acontece, principalmente, ao se falar de situações complicadas, como o câncer em estágio avançado.

Assim, o médico deve ser capaz de sentir e lidar com os aspectos abstratos inerentes à condição humana, principalmente quando essa se encontra fragilizada pela doença e incerteza. Ao tratar seu paciente, é necessário atenção verdadeira e esclarecimento de suas dúvidas e desconfortos, por menos importantes que sejam em relação ao quadro clínico, tendo um atendimento com igual ou maior aplicação.

Nesse sentido, é preciso se lembrar que a medicina humanizada não é responsabilidade exclusiva do médico, mas também de toda a equipe que está trabalhando no momento do atendimento. Desde a recepção até a segurança: a humanização deve passar por todos os setores.

Ainda, detalhes simples, como a maneira na qual o paciente é recepcionado pelos médicos e enfermeiros, fazem total diferença. Logo, é muito importante deixar claro que ele está sendo bem cuidado e essa sensação será sentida pelo paciente durante todo o tratamento.

Assim, uma pessoa psicologicamente equilibrada e que sente confiança no profissional, certamente, terá melhores resultados com os tratamentos propostos.

A avaliação dos resultados atuais

Apenas se nota a humanização quando ela está ausente. Nesse sentido, o paciente é capaz de perceber imediatamente se seu cuidador o trata com respeito e atenção ou não. Por isso, avaliar o quão humanizados estão os serviços gerais de saúde não é tarefa fácil e exige uma delicada pesquisa, que lidará com termos absolutamente qualitativos.

Da mesma forma, é difícil ensinar ou testar essa capacidade aos alunos que aspiram a medicina como profissão. Nesse contexto, a docência da área deve ter cuidado crítico com a questão ao formar seus profissionais, que levarão consigo as experiências de seu ensino pelo resto de suas vidas.

A importância para os tratamentos

Um paciente que se encontra desconfortável, em dúvida e que sente que está sendo tratado com indiferença terá mais chances de aderir a qualquer tipo de tratamento e, consequentemente, o curso de sua doença e sua condição psicológica podem piorar.

Portanto, um tratamento humanizado deixa o paciente mais otimista em relação aos processos que fazem parte do tratamento. Assim, se ele for encorajado a enfrentar todas as etapas com otimismo, é possível que ele consiga ter um procedimento médico muito mais seguro e eficiente.

Quando a equipe trata o paciente com carinho e considera suas questões individuais (condição familiar, particularidades, socioculturais, medos), consegue-se que ele abrace o tratamento oferecido com maior confiança e abertura, facilitando o desfecho positivo de sua doença.

O reconhecimento de oportunidades

A humanização no atendimento está no cerne da prática médica desde sua origem. Ainda, é fortemente estimulada quando os profissionais encaram seus próprios medos, vícios, defeitos e incluem em sua vida a capacidade de refletir sobre os aspectos filosóficos, artísticos e abstratos da condição humana.

Para tanto, o ensino médico não pode priorizar ou só dar lugar à faceta técnico-científica da profissão, e sim deve instigar nos alunos a vontade de compreender a vida humana como um todo.

Desse modo, as áreas da saúde voltarão a ser uma arte complexa e não apenas uma prática fria e puramente intelectual. Afinal, o ser humano não é totalmente racional — então, assim deve ser quem cuida da saúde do outro.

Os caminhos para a humanização no atendimento

Uma vez que a humanização no atendimento é tão importante para o sucesso e para os bons resultados, faz-se necessário saber como colocá-la em prática. Algumas medidas simples garantem que o processo ocorra de forma ideal e gere bons impactos para pacientes e profissionais.

Para não ter dúvidas sobre o que fazer ou quais mudanças implementar, veja a seguir algumas dicas para conquistar uma abordagem humanizada e extremamente eficiente.

O ambiente adequado no primeiro contato

Quando uma pessoa chega à clínica médica ou odontológica, ela deve ser bem tratada desde o começo — isso significa que o cuidado inicial é com o local!

Portanto, garanta que a sala de espera esteja ideal para comportar a todos e que ofereça conforto. Espaços climatizados, com cadeiras adequadas e até com som ambiente tornam tudo melhor.

Ainda, é essencial evitar atrasos nas consultas marcadas, esperas excessivas ou confusões na ordem de atendimento. Assim, contar com recursos avançados, como um software de gestão, ajuda na geração de senhas e favorece os encaixes. Dessa forma, os resultados são eficientemente positivos.

O treinamento da equipe para o atendimento

É indispensável contar com um time plenamente capacitado para os relacionamentos interpessoais. O objetivo é que os profissionais estejam prontos para atender a pacientes que, muitas vezes, estão em um momento frágil ou delicado.

Nesse sentido, o treinamento dos funcionários deve incluir:

  • como deve ser feito o contato com os pacientes;
  • como garantir uma abordagem gentil;
  • como manter a cordialidade.

Ainda, mesmo diante de pacientes insatisfeitos, os profissionais devem ser treinados para colocar a humanização no atendimento acima de tudo. Assim, é possível fortalecer esse elo.

O contato personalizado e mais direto

Do lado de dentro do consultório, é primordial que o contato seja inteiramente personalizado. Logo, chamar o paciente pelo nome, por exemplo, ajuda a aproximar a relação e demonstra que ele tem importância. O mesmo vale para manter um prontuário completo, de modo a analisar as informações previamente e oferecer as melhores indicações desde o começo.

Novamente, a tecnologia pode ajudar. Um bom software permite manter todas as informações do paciente, desde dados de contato a prescrições e exames passados, garantido assim que o profissional consiga atendê-lo de forma exclusiva.

A transparência quanto aos procedimentos

Diante da necessidade de executar qualquer procedimento, de um exame a uma cirurgia, é fundamental que o paciente seja informado — e tranquilizado, se for o caso. Ao deixar tudo claro desde o primeiro instante, é possível tirar dúvidas e dar as orientações necessárias de maneira mais fluida.

Ao montar um orçamento, por exemplo, é essencial especificar os valores de cada item e sua necessidade específica. Com explicações completas, o paciente se sentirá mais seguro e a humanização no atendimento será garantida.

A empatia com o paciente no procedimento

É importante mostrar ao paciente que você se preocupa com ele. Assim, sempre recebê-lo com um sorriso, chamar pelo nome, perguntar como está, enfim, deixar claro que entende que ele está passando por uma situação difícil e que o médico está aí para ajudar — e escutar.

Uma coisa é certa, ninguém gosta de ficar doente! Então, é preciso mostrar que o médico entende isso e que deseja apresentar caminhos e propor tratamentos eficazes para que as patologias possam ser curadas ou amenizadas.

As informações ao paciente sobre o estado de saúde

Um erro de muitos médicos é não se ater aos detalhes ao explicar os tratamentos e possíveis mudanças nas etapas do processo. É preciso estar ciente que o paciente não estudou medicina e não entende termos técnicos da área, por exemplo.

Logo, informe regularmente como anda o tratamento, o modo que os procedimentos estão sendo feitos, se existe alguma mudança em relação às etapas etc. Deixe tudo isso muito claro para que seu paciente esteja sempre tranquilo acerca dos seus cuidados.

Ainda, traga exemplos de situações do cotidiano para exemplificar os tratamentos e a jornada necessária, evite palavras complexas, comente os detalhes de cada etapa que o paciente vai passar e o que espera de cada uma delas. Tornando a comunicação mais clara, a tranquilidade e a proximidade virão como consequência.

O relacionamento pós-consulta

Essa abordagem não deve acontecer somente dentro do ambiente do consultório, pois é importante que a pessoa se sinta apoiada em todos os instantes. Para isso, o ideal é estabelecer e fortalecer um relacionamento pós-consulta.

Para tanto, vale utilizar redes sociais e outras formas de contato, como e-mail, SMS e WhatsApp. Ainda, com um bom software à disposição, é possível gerenciar essa relação ao longo do tempo e até usar os recursos para lembrar consultas marcadas. Assim, a clínica se faz presente em todos os momentos para o paciente.

Nem precisamos reforçar que, após todo esse tratamento humanizado e eficiente, o cliente vai procurar seu consultório ou hospital sempre que estiver com um problema de saúde. Não apenas isso, ele também vai divulgar para pessoas próximas o quão bem foi tratado.

Praticar um cuidado humanizado em relação à saúde é algo muito relevante. Portanto, certifique-se de colocar isso em prática em sua clínica ou consultório, pois pode ser um grande diferencial para conquistar mais pacientes!

Enfim, é um consenso que a humanização no atendimento ao paciente deve ter lugar de ouro na abordagem para qualquer pessoa. Logo, ao saber como aplicá-la, a clínica sai na frente e conquista a satisfação das pessoas.

O conteúdo foi útil? Para ficar por dentro de mais publicações e dicas como as que acabou de ler, assine nossa newsletter e receba tudo em seu e-mail.

Você também pode gostar desses conteúdos:

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.