Compartilhar Inscreva-se
A saúde da sua clínica também precisa de cuidados!
  • Diminua 50% as faltas dos pacientes.
  • Economize 40% no tempo de suas secretárias.
  • Facilite 100% seu dia.
Gostou desse conteúdo?

Junte-se a nossa lista de 10.500 profissionais da saúde e receba em primeira mão conteúdos exclusivos, eBooks e dicas de gestão.

Agora estamos prontos para ajudar você!

Você receberá todos os nossos conteúdos, dicas e ferramentas exclusivas.

Entenda como funciona o receituário eletrônico

Entenda como funciona o receituário eletrônico

Quando se fala sobre prescrição na saúde, um dos assuntos mais citados é a indicação indiscriminada de antibióticos. Porém, não é o único aspecto que gera debate nesse contexto: as informações no receituário também merecem destaque.

Em um município brasileiro, analisou-se que, dentre os entrevistados, 53,8% desconheciam o nome do medicamento prescrito; 20,3% não sabiam a dosagem e 25,4% não identificaram o horário correto. Como solucionar esse problema?

O receituário eletrônico é uma tendência para a área de prescrição de medicamentos. Com ele, todas as informações necessárias são contempladas, além de viabilizar maior acessibilidade ao paciente e ao médico. Continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

O conceito de receituário eletrônico

O momento final de uma consulta é representado pelo estabelecimento das condutas diante do quadro clínico. Caso seja necessário indicar ao paciente a utilização de um medicamento, é preciso fazer a prescrição do mesmo.

Quando isso é feito em um receituário comum de papel, diversos riscos sondam a situação, como:

  • perda da receita;
  • tempo e umidade deteriorando o papel;
  • acidentes com água.

Por outro lado, quando utilizado o receituário eletrônico, as informações ficam arquivadas em um software especializado. Assim, pessoas autorizadas podem acessar o que foi prescrito, além de haver a possibilidade de integração com farmácias.

As regras para uso do recurso

Conforme já dito, as informações contidas no receituário são fundamentais para que o paciente siga corretamente a prescrição feita. Além disso, há uma padronização com o intuito de validar a receita.

Confira a lista de dados indispensáveis no receituário eletrônico:

  • cabeçalho: informações da clínica responsável pela solicitação da medicação;
  • superinscrição: dados do paciente e vias de administração do fármaco;
  • inscrição: nome genérico do medicamento e dosagem indicada;
  • subscrição: quantidade de medicamento que deve ser adquirido;
  • adscrição: orientação sobre os horários e dosagem em cada um deles;
  • fecho: data e assinatura do solicitante, com carimbo de identificação.

A plataforma medicamentosa Memed apresenta grande destaque no que diz respeito às informações. Nele, o profissional encontra um bulário completo, contendo nome genérico, dosagens e demais informações sobre o fármaco.

Complementando, ela permite o envio da prescrição ao paciente por mensagens instantâneas. Tem, ainda, vínculo com farmácias que oferecem desconto para a realização da compra.

Os benefícios de adotá-lo

Diante do que foi comentado sobre o receituário eletrônico, é possível identificar alguns benefícios em seu uso. O primeiro deles é maior agilidade para os profissionais no momento da prescrição, considerando as ferramentas do software.

Com um arquivo digital, há um risco muito baixo de perdas e deterioração seja pelo tempo, seja por eventualidades. Além disso, a segurança dos dados é maior e o envio ao paciente também é facilitado, considerando os diferentes canais eletrônicos.

Por fim, é indiscutível a maior chance de sucesso no tratamento uma vez que o indivíduo passa a ter conhecimento de questões básicas, como dosagem e horário. Isso aumenta a adesão ao tratamento, tornando o sujeito ativo na própria assistência.

Concluímos, portanto, que o receituário eletrônico é um recurso que garante benefícios tanto para o profissional que prescreve, como também para o usuário da clínica. A maior agilidade no dia a dia associada à segurança da prática e ao sucesso final repercutido na maior adesão, mostra o quão necessário é que os gestores de estabelecimentos de saúde tomem conhecimento da ferramenta. Sem dúvidas, trata-se de um passo à frente da concorrência e em direção ao desenvolvimento do negócio!

Venha conhecer como o Clínica nas Nuvens pode auxiliar na prescrição de medicamentos! Entre em contato conosco agora mesmo e torne seus processos mais eficientes!

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.