Compartilhar Inscreva-se

Como fazer a administração do capital de giro de uma clínica médica?

Como fazer a administração do capital de giro de uma clínica médica?

Cuidar do capital de giro de clínica médica é essencial para qualquer gestor de consultório ou profissional liberal da saúde. Não importa o tamanho da empresa, a administração precisa ter a mesma eficiência e organização para que a vida financeira desse negócio se mantenha saudável e funcione corretamente.

Para quem não sabe, capital de giro é o nome dado para todos os tipos de recursos materiais que uma empresa possui, desde o dinheiro até equipamentos, móveis e tudo mais que tenha valor real em uma organização. Esse capital envolve o que a empresa tem e o que ela gasta também. A partir desse cálculo, sabe-se o valor que gira na economia desse empreendimento em um determinado período.

Nos próximos tópicos você vai entender a importância desse sistema financeiro para uma clínica, além de aprender como administrá-lo da forma correta. Acompanhe o conteúdo e boa leitura.

A importância do capital de giro de clínica médica

A clínica médica deve ser vista como uma empresa, porque é isso que ela é. Tudo que envolve a administração de um negócio deve ser feito também no seu consultório. Por isso, o capital de giro é muito importante.

É ele que vai mostrar a você o quanto a sua empresa tem em termos de receitas e de despesas em um mês, trimestre, semestre ou ano. É a partir desses dados que você sabe se a saúde financeira da sua clínica está boa ou não, se precisa cortar gastos ou se pode fazer outros investimentos porque tem dinheiro sobrando.

É difícil chegar a essa conclusão sem o cálculo e a análise do capital de giro, uma vez que as contas ficam na base do achismo — o que pode trazer graves problemas financeiros para o seu negócio.

Organize a gestão financeira de sua clínica

Como administrar o capital de giro adequadamente

A seguir, você vai conferir algumas dicas importantes para saber o que observar na hora de fazer uma boa administração do capital de giro da sua clínica, consultório ou hospital!

Faça a gestão das receitas e das despesas

Você precisa ter tudo muito bem organizado na sua clínica. Para fazer isso da forma correta, o ideal é contar com auxílio da tecnologia. Uma sugestão eficiente é adquirir um software médico que permita registrar com facilidade todas a entradas e saídas do caixa da empresa, desde uma fita adesiva até a reforma de um espaço ou a compra de novos equipamentos.

Quando essa tecnologia é implementada na gestão financeira da clínica, tudo passa a ser registrado de forma detalhada e automatizada, sem risco de falhas humanas.

Jamais gaste mais do que possui

O administrador precisa aprender a trabalhar com o dinheiro que ele tem em caixa. Gastar mais do que possui é um erro primário, que não pode acontecer. Tome bastante cuidado com isso. Só invista se tiver dinheiro suficiente para ter esse gasto a mais.

Conte apenas com os valores já recebidos

Por mais que esteja certo que o pagamento irá entrar no caixa, não conte com esse valor antes dele realmente estar na sua conta. Caso contrário, podem acontecer equívocos e dívidas podem ser criadas sem necessidade.

Escolha bem os empréstimos que for fazer

O empréstimo deve ser evitado de todas as formas, porém, se não tiver outro jeito, aja com calma. Vá em várias instituições financeiras, descubra a que possui os menores juros, as melhores condições e só feche se tiver certeza do que está fazendo. Muitos médicos e gestores de clínicas têm vários problemas de ordem econômica por conta de empréstimos feitos da forma errada.

Conhecer o capital de giro de clínica médica é importante para uma boa gestão, assim como para a saúde financeira do seu negócio. Esse entendimento pode orientar seus investimentos futuros e garantir o seu sucesso. O ideal é que você contrate um profissional da administração para cuidar em detalhes desses aspectos, especialmente se você não tem conhecimento ou tempo de trabalhar com a gestão da clínica.

Negocie prazo com os fornecedores

Na hora de comprar novos produtos para o estoque, converse com os fornecedores para que eles forneçam prazos interessantes de pagamento. Quanto maior for o prazo, mais tempo haverá para organizar o caixa da empresa e evitar o risco de ficar no vermelho.

Vale ressaltar a importância de criar uma boa relação com os fornecedores para momentos como esse, pois sempre é possível dialogar e conseguir flexibilidades que podem beneficiar seu negócio.

Crie relatórios financeiros

Fazer relatórios financeiros é uma excelente maneira de manter a gestão do dinheiro da empresa, sabendo com precisão como, quando e no que o dinheiro foi aplicado. Da mesma forma, com um relatório é possível saber com mais precisão quanto está entrando no caixa da empresa todos os dias, semanas, meses e anos e, com isso, fica mais fácil saber como investir o dinheiro no futuro.

Além disso, relatórios são essenciais para identificar onde há falhas financeiras e que devem receber atenção, quais gastos devem ser cortados e qual setor da empresa está gastando mais do que o desejado. Para criar esses relatórios, basta contar com as ferramentas certas, que ofereçam todo o suporte necessário. Por exemplo, o Clínica nas Nuvens, que fornece o uso do Business Intelligence para seus usuários.

Quer saber mais sobre o BI? É só clicar aqui e conferir como ele pode ajudar o financeiro da sua clínica.

Agora que você já entende mais sobre capital de giro, continue com a gente e veja também o que é necessário saber ao planejar um orçamento anual para a sua clínica.

Tenha um financeiro impecável em sua clínica

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.