Compartilhar Inscreva-se

5 critérios utilizados pelos pacientes para escolher um médico

5 critérios utilizados pelos pacientes para escolher um médico

A escolha por um médico muitas vezes ocorre com base nas necessidades do momento, diante de urgências e demandas que precisam logo de uma solução. No entanto, com um pouco mais de tempo e reflexão, a escolha do melhor profissional, para cuidar da saúde da pessoa, acontece levando-se em consideração alguns critérios.

Para destilar melhor esse assunto, trouxemos 5 critérios utilizados pelos pacientes para escolher um médico. Veja como as pessoas tomam suas decisões!

1- Facilidade para acessar o médico

Esta é uma razão elementar e facilmente compreenssível. Ainda mais nessa era, com tantas facilidades comunicativas, os pacientes querem ter contato com seu médico, poder falar com ele, expor suas dores, acessá-lo com maior frequência e praticidade. Foi-se o tempo em que encontrar um médico era algo raro, e, nesse cenário, infelizmente, muitos profissionais mantinham um ar de distanciamento, com atendimentos acelarados e, por vezes, desinteressados.

Hoje, a competição é grande, as opções são muitas, clínicas e consultórios não param de abrir. Por isso, é importante manter uma relação amigável e mais próximas com seus pacientes. Isso gera empatia, segurança e faz com eles busquem seus serviços com naturalidade.

A dificuldade e demora para entrar em contato com um profissional de saúde só traz prejuízos. Essa conversa de que, se está difícil falar com o médico é porque ele deve ser muito bom, não tem mais a glamourização que um dia já teve. Existem muitos profissionais no mercado e inúmeras formas de se comunicar e prestar um atendimento decente com agilidade.

É claro que, deve-se levar em consideração a possibilidade de haver dificuldades associadas a uma gestão do consultório ineficiente, bem como a falta de investimento em bons profissionais para o relacionamento com pacientes.

De um jeito ou de outro, isso precisa ser solucionado, pois um médico que valoriza seus pacientes manterá um bom diálogo e investirá em um espaço de trabalho, bem como em colaboradores, adequados e eficientes.

2- Boa infraestrutura

Ir ao médico não pode ser um sacrifício.

O ambiente da clínica deve transmitir boas energias desde o momento em que o paciente entra no local. É preciso trabalhar para ter uma imagem que remeta a saúde, cuidado, requinte, leveza e bem-estar,  desde a recepção, com um espaço limpo, confortável e com capacidade para atender o público. Além disso, é preciso levar em conta questões como iluminação, climatização e a sensação de tranquilidade que o local proporciona.

Ninguém vai optar por um local mal cuidado, desorganizado, e com um atendimento que acabe se tornando um empecilho sempre que a pessoa precisar consultar. Portanto, a questão ambiental é sim um ponto importante para a escolha do médico. 

Além disso, aqui também podemos citar aspectos ligados a tecnologia na clínica, se possui um software de gestão que torne o trabalho mais seguro, prático e confortável para os profissionais e para o paciente, por exemplo.

O investimento em ferramentas digitais como prontuários eletrônicos, agenda médica online, contultas por telemedicina, e outras questões, também pode ser levado em conta quando o paciente seleciona onde vai investir seu dinheiro.

 

agenda médica online

3- Empatia da equipe e do profissional

A empatia da equipe e, logicamente, do médico, não é apenas um detalhe, é algo gigantesco quando se trata de escolher quem vai cuidar da saúde da pessoa.

Este critério tem impacto direto no vínculo entre médico e paciente, e isso é uma das coisas mais importantes para serem levadas em conta.

A relação entre pacientes e equipes de saúde é tema de inúmeros estudos, dada a sua influência na efetividade dos tratamentos e na percepção do paciente sobre seu próprio estado de saúde.

Sendo assim, considere esse fator como de extrema relevância e tenha cuidado também na escolha dos outros profissionais que trabalharão com você. Um atendimento mal feito pode ser a ruína de uma clínica ou consultório médico. Do outro lado, um paciente bem tratado e que recebe a atenção merecida por parte da equipe, torna-se um grande propagador do trabalho executado naquele local. 

4- Custo-benefício

O custo-benefício representa uma equação entre o valor investido e os benefícios trazidos pelo atendimento e, consequentemente, pelo médico.

O equilíbrio entre as próprias necessidades e os ganhos com determinado profissional é uma combinação que sempre é avaliada (e reavaliada constantemente) por pacientes.

Não são poucas as vezes em que as pessoas se queixam de pagar consultas caríssimas e ter como retorno um profissional que mal olha em seus olhos, que se comporta com certa negligência em relação aos seus sintomas, que não escuta com atenção, etc.

O custo-benefício nesse tipo de situação é negativo e, provavelmente, a pessoa não voltará mais. Outros exemplos referem-se a procedimentos mal feitos, atendimentos precários na clínica, receitas que não ajudam a sanar os problemas do paciente, e por aí vai.

É óbvio que cada caso é um caso, que nem sempre se acerta o tratamento de imediato e que muitas vezes é preciso ir vasculhando, examinando outras áreas, investigando até que se chegue a um diagnóstico preciso. 

Porém, este não é o ponto, o que fica de experiência negativa para o paciente é mesmo um tratamento mal feito e sem sensibilidade para com o paciente.

5- Qualidade técnica

Por último, mas não menos importante, precisamos tocar num ponto delicado.

Com absoluta certeza, a capacidade técnica do médico será levada em consideração na hora da escolha do profissional.

Obviamente, os melhores tem seu preço e nem todo mundo pode pagar pelos melhores serviços. Precisamos ser claros e justos nessa questão. Porém, mesmo os profissionais que trabalham com um público de mais baixa renda, estão sendo o tempo todo medidos e pesados, e serão avaliados na hora de um paciente optar.

Seja qual for o lugar, do luxo até a clínica mais simples, a capacidade técnica do médico será um diferencial para o seu sucesso profissional.

As pessoas levam em conta as opiniões dos outros, a formação acadêmica do médico, o CRM, a experiência profissional e, claro, seu carisma, sua expressividade, o conhecimento que ele consegue transmitir.

Por isso a importância de manter-se atualizado, estudando, evoluindo e crescendo profissionalmente.

No mais, o paciente vai sempre dar preferência para um médico confiável, capacitado, justo, organizado, simpático e que faça a diferença na sua saúde e, por conseguinte, na sua vida.

Gostou do nosso conteúdo? Continue acompanhando nossos artigo e, lembre-se, se precisar de um software completo para a gestão da sua clínica médica, conte com o Clínica nas Nuvens. Sem nenhum compromisso, solicite uma demonstração e surpreenda-se!

controle de repasses e cobranças na clínica

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.