Tudo sobre anamnese psiquiátrica

Tudo sobre anamnese psiquiátrica

Por mais básica que seja, a anamnese psiquiátrica abarca muitas questões essenciais para diagnóstico e tratamento de pacientes e, por isso, precisa ser compreendida e aplicada da maneira mais assertiva possível. 

Acompanhe o texto a seguir e tenha uma visão completa sobre a anamnese psiquiátrica, com informações importantes para você ficar mais informado e melhorar o dia a dia de trabalho na sua clínica.

O que é anamnese psiquiátrica?

A anamnese psiquiátrica é uma parte elementar da avaliação clínica em saúde mental, e sua relevância para o ambiente médico, mais especificamente o contexto do tratamento mental, é gigantesca. 

De certa forma ela é uma entrevista psiquiátrica detalhada entre o profissional de saúde mental e o paciente, com o objetivo de obter informações sobre a história médica, psicológica e social do indivíduo. 

Durante a anamnese, são examinados aspectos como sintomas atuais, histórico de doenças respiratórias, histórico familiar, eventos traumáticos, uso de substâncias, entre outros. Essas informações são cruciais para o diagnóstico, planejamento do tratamento e compreensão global da situação do paciente.

Ficha de anamnese

Anamnese na psiquiatria: para que serve?

Como já foi dito no tópico anterior, a anamnese psiquiátrica tem como objetivo coletar informações sobre o paciente, sua história médica, psicológica e social, a fim de obter um entendimento abrangente de sua condição mental. 

Ela auxilia no diagnóstico de transtornos psiquiátricos, na identificação de sintomas, na compreensão dos fatores desencadeantes e no planejamento do tratamento adequado. 

Durante a anamnese psiquiátrica, são observados aspectos como sintomas atuais, história de doenças psicológicas, história familiar, eventos traumáticos, uso de substâncias e impacto das condições psiquiátricas na vida diária do paciente. 

Essas informações são fundamentais para embasar a tomada de decisões clínicas e promover o cuidado efetivo ao paciente.

Entenda as semelhanças com a anamnese geral

Tanto a anamnese em psiquiatria quanto a anamnese geral têm como objetivo coletar informações para fornecer uma compreensão completa da condição de saúde do paciente. 

Além disso, ambas envolvem uma entrevista detalhada entre o profissional de saúde e o paciente, buscando obter o histórico médico, sintomas, estilo de vida e outros aspectos importantes para o tratamento de uma possível psicopatologia.

A principal diferença está no foco das informações coletadas. Enquanto a anamnese geral visa abordar questões relacionadas à saúde física, como doenças anteriores, sintomas físicos e histórico familiar de problemas médicos, a anamnese psiquiátrica concentra-se nas questões de saúde mental. 

Isso inclui sintomas psicológicos, histórico de transtornos mentais, eventos traumáticos, etc, além do impacto das condições psiquiátricas na vida diária do paciente.

Entretanto, ambas são essenciais para a compreensão holística do paciente, permitindo ao profissional de saúde obter uma visão completa de sua saúde física e mental. 

Como fazer a anamnese psiquiátrica?

Para fazer a anamnese psiquiátrica, o profissional da saúde precisa de uma espécie de “roteiro”, onde ele vai elencando questionamentos, seguidos de análises, para investigar a vida de seu paciente. Veja, na sequência, as etapas mais comuns para a anamnese psiquiátrica:

Identificação do paciente

Primeiro, você precisa pegar as informações básicas do paciente, como nome, idade, profissão e endereço. Isso ajuda a estabelecer uma conexão e entender melhor quem é a pessoa que você está avaliando. Exemplo: “Oi, meu nome é Dr. Silva. Qual é o seu nome? Quantos anos você tem? O que você faz para trabalhar?”

Conheça a queixa principal do paciente

Descubra qual é o motivo pelo qual o paciente está procurando ajuda. Fique atento para entender quais são os sintomas ou problemas que estão afetando sua saúde mental. Exemplo: “Me conte, qual é a principal razão pela qual você está aqui hoje? O que tem te incomodado ou causado sofrimento ultimamente?”

Entenda a história da doença atual

Aprofunde-se na queixa principal, dor no início dos sintomas, como eles têm evoluído e se há fatores específicos que desencadeiam ou pioram esses sintomas. Exemplo: “Quando você começou a sentir esses sintomas? Eles pioraram ao longo do tempo? Existe alguma situação ou evento que desencadeia esses sintomas com mais frequência?”

Saiba qual é o histórico médico e psiquiátrico

Descubra se o paciente teve algum problema de saúde física ou mental no passado, tratamentos realizados, medicamentos usados ​​e qualquer experiência anterior com profissionais de saúde mental. Exemplo: “Você já teve algum problema de saúde mental antes? Já recebeu algum tratamento ou fez uso de medicamentos para isso?”

Conheça a história pessoal do paciente

Explore a vida pessoal do paciente, sua infância, relacionamentos, educação, trabalho e eventos vividos. Isso ajuda a entender o contexto em que os problemas atuais podem estar inseridos. 

Exemplo: “Me fale um pouco sobre sua infância e sua família. Como tem sido sua vida nos últimos anos? Houve algum evento importante que você acredita estar relacionado ao seu estado atual?”

Aprofunde-se no antecedente familiar

Investigue se há histórico de doenças psicológicas na família, pois isso pode fornecer insights sobre possíveis fatores genéticos ou ambientais que ocorreram para a condição do paciente. Exemplo: “Você sabe se algum membro da sua família teve algum problema de saúde mental no passado?”

Conheça a personalidade pré-mórbida

Tente entender como era a personalidade do paciente antes dos sintomas, observando traços de personalidade, habilidades sociais e características comportamentais. Exemplo: “Antes de começar a sentir esses sintomas, como você se descreveria? Quais eram seus interesses e como você lidava com os desafios do dia a dia?”

Esses são exemplos básicos de como conduzir uma anamnese psiquiátrica. É importante lembrar que cada paciente é único e pode exigir abordagens e perguntas específicas e personalizadas.

Ficha de anamnese

Como o psiquiatra avalia o paciente?

O processo de avaliação psiquiátrica envolve várias etapas, que vão além da anamnese. Veja, na sequência, alguns tópicos importantes que, obviamente, podem ser distintos, dependendo de cada caso:

Entrevista

O psiquiatra inicia o processo fazendo perguntas ao paciente sobre seus sintomas, histórico médico e psiquiátrico, bem como sua história pessoal (anamnese). Essa entrevista ajuda o psiquiatra a obter uma visão geral do paciente e estabelecer uma relação terapêutica.

Observação do comportamento

Durante a entrevista, o psiquiatra observa atentamente o comportamento do paciente, incluindo sua aparência, expressões faciais, fala, postura e sociais. Essas observações podem fornecer pistas sobre o estado emocional e a função cognitiva do paciente.

Exame físico

Em alguns casos, um exame físico pode ser realizado para descartar possíveis causas físicas dos sintomas apresentados. O psiquiatra pode verificar sinais, examinar órgãos específicos ou solicitar exames laboratoriais, se necessário.

Avaliação psicopatológica

O psiquiatra avalia os sintomas psiquiátricos do paciente, como depressão, ansiedade, delírios, alucinações, impulsividade, entre outros. Isso pode ser feito através de perguntas diretas, interativas ou escalas de avaliação padronizadas.

Diagnóstico

Com base nas informações coletadas durante uma avaliação, o psiquiatra faz um diagnóstico ou uma lista de possíveis diagnósticos que melhor descrevem a condição do paciente. 

Isso envolve comparar os sintomas do paciente com os critérios estabelecidos nos manuais de diagnóstico, como o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM).

Formulação do plano de tratamento

Após o diagnóstico, o psiquiatra discute com o paciente as opções de tratamento disponíveis. Isso pode incluir psicoterapia, medicação, terapias complementares ou encaminhamentos para outros profissionais de saúde, se necessário. O plano de tratamento é personalizado de acordo com as necessidades individuais do paciente.

Como a tecnologia pode ser útil na anamnese psiquiátrica

O Clínica nas Nuvens é um software para gestão de clínicas que possui, dentre muitas outras ferramentas para agilizar e simplificar o trabalho na clínica, um recurso específico para a criação de anamnese psiquiátrica.

Por isso mesmo, conheça melhor esta funcionalidade, pedindo agora mesmo uma demonstração gratuita do nosso sistema e revolucionando sua rotina de trabalho na clínica.

prontuário eletrônico
Compartilhe
Juliano Viana

Juliano Viana

Redator publicitário que trabalha com marketing de conteúdo. Escreve diariamente artigos, posts, e-mails, roteiros, e-books, páginas de vendas e outros materiais para o Clínica nas Nuvens.
Compartilhar Inscreva-se