Compartilhar Inscreva-se
A saúde da sua clínica também precisa de cuidados!
  • Diminua 50% as faltas dos pacientes.
  • Economize 40% no tempo de suas secretárias.
  • Facilite 100% seu dia.
Gostou desse conteúdo?

Junte-se a nossa lista de 10.500 profissionais da saúde e receba em primeira mão conteúdos exclusivos, eBooks e dicas de gestão.

Agora estamos prontos para ajudar você!

Você receberá todos os nossos conteúdos, dicas e ferramentas exclusivas.

Prescrição médica digital: O que é, Como funciona e Mais!

Prescrição médica digital: O que é, Como funciona e Mais!

Desde o último ano, com a instauração da pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo, a prescrição médica digital se tornou algo comum na rotina de médicos, pacientes e também farmacêuticos. 

Isso porque muitas consultas médicas passaram a ser realizadas em ambiente virtual, prática essa regulamentada, em caráter temporário, pelo Governo Federal, por meio da Lei nº 13.989, de 15 de abril de 2020.

Nesse sentido, a prescrição médica digital se tornou um instrumento ainda mais importante para que os pacientes pudessem recebê-la sem sair de casa.

Entretanto, mesmo após a pandemia, essa receita digital continuará se fazendo presente nos consultórios médicos. Isso porque ela é uma forma facilitada, prática e econômica de prescrever medicamentos aos pacientes. 

Por isso, preparamos este conteúdo que visa esclarecer todas as dúvidas sobre a prescrição médica digital. Assim, será possível implementá-la com clareza nas suas rotinas médicas. Confira!

Conheça o Clínica nas Nuvens, o software médico completo que tem tudo o que é preciso para organizar sua clínica e facilitar o seu dia!


Prescrição médica digital
: o que é?

como fazer prescrição digital

A prescrição médica digital consiste no formato eletrônico da prescrição comum. Ela deve ser assinada eletronicamente pelo médico com o seu certificado digital ICP-Brasil. 

Logo, ela pode ser enviada e acessada pelos pacientes através do e-mail ou SMS. 

Vale dizer que o paciente não precisa imprimi-la para apresentar ao farmacêutico. Isso porque esse profissional verificará a validade da assinatura digital do médico no ato da compra dos remédios. 

Além da praticidade, esse tipo de receita apresenta outros inúmeros benefícios, como: 

  • reduz as chances de ocorrerem erros durante a prescrição pelo médico, como o esquecimento de um carimbo ou assinatura; 
  • economiza os gastos materiais das clínicas com papéis e carimbos; e facilita o acesso do paciente aos medicamentos. 

banner

Como funciona a prescrição médica digital?

O funcionamento da prescrição digital é bem simples. Entretanto, médicos, farmacêuticos e pacientes precisam saber como ele ocorre em cada situação. 

Para médicos

Como já mencionado, os médicos precisam ter um certificado digital emitido pela ICP-Brasil para assinar uma prescrição médica digital

É esse certificado que validará a sua assinatura e, consequentemente, o documento. 

Vale dizer que o uso de certificados digitais e suas assinaturas eletrônicas para questões de saúde foram autorizados pela Medida Provisória nº 983, de 2020.

Existem modelos de prescrição nos sites do Conselho Federal de Medicina e nos Conselhos Regionais para auxiliar os médicos no preenchimento deste documento.

Além de permitir que os profissionais da saúde tenham um controle maior sobre o prontuário de cada paciente, a receita digital contribui para o uso consciente de papéis. 

Para farmacêuticos

A prescrição médica digital também marca presença na rotina dos farmacêuticos. Isso porque esses precisam realizar algumas verificações antes de entregarem os medicamentos aos pacientes. 

Nesse sentido, além de verificar a validade da receita, o farmacêutico deve informar o seu uso, para que o paciente não a utilize novamente. 

Para essas tarefas, é preciso que ele ou a farmácia também possuam um certificado válido pela ICP-Brasil para assinar a prescrição digitalmente. 

Nos casos em que o paciente comprar apenas alguns medicamentos contidos na receita, o farmacêutico também deve atualizar no sistema essas informações. Isso evita a compra superior de remédios à quantidade prescrita. 

Logo, é possível perceber que a receita digital também trouxe mais segurança para a realização de vendas de medicamentos. 

Para pacientes

Um dos maiores beneficiados com a receita digital são os pacientes.

Isso porque eles recebem o documento de forma eletrônica, como através de e-mail, SMS ou WhatsApp. Ou seja, não precisam se deslocar até o consultório médico para retirá-la. 

Além disso, a compra dos medicamentos também pode ser feita sem sair de casa! Basta que o paciente envie a receita à farmácia através da internet para que essa realize a sua entrega.   

Como fazer prescrição médica digital?

Por seu uso cada vez mais recorrente, é preciso que todos os médicos saibam como emitir a receita médica digital

Para isso, ele precisa:

  • Etapa 1 – Preencher o documento virtual com as informações do paciente;
  • Etapa 2 – A partir do banco de dados, escolher os medicamentos e a quantidade que deverá ser utilizada pelo paciente em seu tratamento;
  • Etapa 3 – Inserir o número de telefone do paciente para que ele receba o link do documento via SMS.

E com o seu certificado digital, que pode ser no modelo A3 ou A1, token ou cartão, o médico consegue assinar virtualmente a receita.

Cabe mencionar que, utilizando o software do Clínica nas Nuvens, a receita digital pode ser emitida e enviada automaticamente para pacientes e farmácias. Tudo isso é facilitado através do nosso parceiro Memed Prescrição Digital.

Como validar a receita médica digital?

Médicos, pacientes e farmacêuticos conseguem validar a prescrição médica digital através do site Validador de Documentos Digitais

Ele é disponibilizado pelo Governo Brasileiro em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Federal de Farmácia (CFF). 

Para realizar a validação, os usuários precisam:

  • Etapa 1 – Acessar o site Validador de Documentos Digitais;
  • Etapa 2 – Fazer o upload da receita médica digital, que estará em PDF;
  • Etapa 3 – Na sequência, o site informará se o número do registro no CRM do médico está ativo e se a receita é verdadeira. 

Quais medicamentos podem ser prescritos com prescrição médica digital?

Os medicamentos que podem ser prescritos em uma receita digital são regulamentados pela Anvisa, sendo eles: 

  • antimicrobianos e controlados específicos, como ansiolíticos, antidepressivos, anticonvulsionantes, antipsicóticos e controladores de hormônios. 

Qual a diferença entre prescrição médica digitalizada e digital?

como validar receita médica digital

Algumas pessoas ainda confundem a prescrição médica digitalizada e a digital. Entretanto, elas se tratam de documentos completamente diferentes.

A receita digital, como já vimos, precisa conter a assinatura digital do médico, realizada através de um certificado digital. Portanto, é um documento inteiramente eletrônico.

Já a prescrição médica digitalizada refere-se à reprodução de uma receita impressa através de uma scanner. Ou seja, ela não possui nenhuma validade, tampouco para a farmácia, onde deve ser apresentada a receita original.  

Conclusão

Como vimos, clínicas e médicos precisam estar inteiramente cientes dos processos de emissão e validação da prescrição médica digital. Afinal, além de emiti-la, é necessário saber como orientar os pacientes a utilizá-la.

Não seria exagero dizer que esse instrumento foi potencializado pela pandemia, mas que deve continuar presente na rotina dos consultórios pela sua enorme praticidade.

Por isso é essencial se inteirar sobre ele, bem como sobre suas posteriores atualizações para caminhar em conformidade com as normas e entregar serviços de qualidade ao paciente.

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.