Compartilhar Inscreva-se

Atendimento Personalizado: como fidelizar pacientes

Atendimento Personalizado: como fidelizar pacientes

Não é de hoje que falamos sobre a importância da fidelização do paciente para sua clínica ou consultório. Ter um serviço de qualidade é essencial, mas, no universo médico e, mesmo nos demais negócios, onde outros tantos profissionais estão oferecendo ótimos serviços, isso pode não ser o suficiente.

O diferencial que você procura para seu estabelecimento, além da qualidade do serviço prestado, obviamente, está na forma de atender o paciente. O tratamento de primeira, seja com os novos, quanto com os pacientes mais antigos, começa muito antes do balcão e se estende para muito depois da consulta. E isso se chama: Atendimento Personalizado. Uma postura profissional que deve estar no planejamento estratégico da sua clínica.

Queremos ajudar você a tornar o seu negócio próspero e com maior destaque no cenário da saúde. Para isso, separamos dicas que vão auxiliá-lo na fidelização dos pacientes. Confira!

Conhecendo os concorrentes

Para oferecer um atendimento especial, diferenciado e, por que não, único, é preciso saber o que “os outros” estão fazendo. O mercado competitivo deve ser encarado como uma oportunidade para aprimorar seu negócio e não como uma dificuldade. A partir disso, a nossa primeira dica é: conheça seus concorrentes!

Faça uma pesquisa sobre as clínicas e consultórios de sua localidade, especialmente se você estiver em uma região com muitos estabelecimentos médicos.

Procure conhecer e entender como é feita a comunicação deles com os pacientes dentro e fora do consultório. As informações serão valiosas para você montar sua estratégia. Lembre-se: registre toda e qualquer informação, mesmo aquilo que você, inicialmente, não considera tão importante.

Escute seus pacientes

Reserve alguns minutos depois das consultas com seus pacientes e pergunte o que eles sentem falta na comunicação de sua clínica, como eles conheceram seus serviços, quais são suas dores e anseios com relação ao seu trabalho. Fique atento: as respostas para essa última pergunta podem ser desde a falta de dinheiro para o tratamento até a dificuldade de achar um lugar para estacionar na ida à consulta, e isso fará a diferença para você prestar um melhor atendimento aos pacientes.

As informações levantadas nesta etapa são as mais importantes, afinal, são eles o público que você quer atingir, além de que, a prática fará com que seus pacientes percebam a sua preocupação com a opinião deles e o relacionamento entre vocês ficará mais estreito.

Fidelizando através do digital

Não há como fugir, é através do meio digital que a captação de pacientes e a manutenção da comunicação com eles é feita. Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pelo seu portal de educação financeira, “Meu Bolso Feliz”, apontou que nove em cada dez consumidores brasileiros que têm acesso à internet, realizam pesquisas online antes de finalizarem a compra de produtos e serviços em ambientes físicos. O que isso muda? Simplesmente tudo!

Portanto, entenda que, para ter um atendimento “classe A”, você precisa estar online. Veja a seguir o que você precisa para não ficar subir de nível e

1# Redes sociais: você precisa de uma página no Facebook e ela precisa ser atualizada com frequência, seja com informações sobre seus serviços ou sobre o universo em que ele está inserido. Não sabe como fazer? Contrate uma agência de marketing digital que cuidará de toda essa parte para você.

2# Blog: todo o conteúdo produzido em sua página no Facebook deve levar para um site e/ou blog. Criar posts interessantes sobre seus serviços, com assuntos relacionados ao universo da saúde e bem-estar, podem conquistar as pessoas e fazer com que entrem em contato com sua clínica ou consultório. Lembre-se de proporcionar informações relevantes, interessantes e pertinentes. 

Obs. A produção de conteúdo em redes sociais, como o Facebook, não garante a proteção de direitos autorais que um “.com” garante, por isso, confira sempre os termos de aceite destas mídias.

3# Cadastro de pacientes: é importante fazer sempre uma coleta de dados atenciosa e atualizada, principalmente dos e-mails e telefones, que podem mudar com frequência. Esses cadastros servirão para personalizar a experiência e garantirão um bom atendimento ao paciente.

4# Newsletters: com seu banco de dados montado, você pode enviar e-mails direcionados a determinado público, celebrando datas, lembrando sobre serviços, divulgando posts do seu blog. Lembre-se de que estes conteúdos devem ser direcionados e personalizados para não serem marcados como spam.

Fidelizando através do “offline”

Aniversários: mande felicitações para os clientes quando eles fizerem aniversário. É uma ação pequena, mas que faz a diferença para quem recebe. Como muitos talvez não tenham e-mail ou acesso à internet, especialmente se o seu consultório atender pessoas mais idosas ou carentes, com o banco de dados atualizado você pode enviar cartas parabenizando-as. Receber um envelope com uma mensagem especial é algo que desperta emoções!

Rádio: as rádios locais costumam ser muito populares, especialmente em cidades pequenas. Que tal investir em um spot para este veículo? Além de “dialogar” com seu paciente, a rádio fornece algo extremamente importante: credibilidade. 

As pessoas querem se sentir especiais. Proporcione essa experiência!

Toda vez que você demonstrar atenção, carinho, cuidado e investir  no atendimento aos pacientes, sejam os novos ou antigos, você está construindo um Atendimento Personalizado, com grandes chances de fidelização.

Sempre que eles precisarem de assistência médica, você será o primeiro a aparecer na mente das pessoas. Invista em um atendimento de primeira e torne-se a escolha certa.

Gostou deste texto? Então compartilhe siga a gente nas redes sociais!

Chega de sofrer! Implemente agora o Clínica nas Nuvens

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

Ajudo a facilitar a rotina de nossos clientes, gerenciando o time que trabalha constantemente para simplificar a gestão de clínicas, consultórios e centros médicos pelo Brasil.