Compartilhar Inscreva-se

Aprenda como calcular honorários médicos pela CBHPM

Aprenda como calcular honorários médicos pela CBHPM

Para valorizar ainda mais o trabalho médico no campo da saúde suplementar, criou-se a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), que lista procedimentos e que considera todas as especialidades, além de definir um padrão mínimo para os honorários da atividade profissional.

É interessante lembrar que os valores pagos aos médicos das operadoras de planos de saúde, baseados em tabelas próprias ou em antigas edições da AMB (Associação Médica Brasileira), não são mais vigentes, sendo bem inferiores aos honorários definidos pela CBHPM atualizada.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), responsável pela regulamentação dos planos de saúde, passou a usar a CBHPM como critério para atualizar o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, fazendo a lista dos procedimentos que devem ser cobertos pelas operadoras.

Neste artigo, veja como calcular honorários médicos pela CBHPM!

O surgimento do manual

Em uma pesquisa efetuada pela SOGESP, envolvendo 1.911 médicos, quase 70% dos participantes revelaram que não têm conhecimentos sobre como usar a CHBPM para calcular os honorários. Por isso, a SOGESP criou um manual, com a finalidade de orientar os especialistas em relação ao funcionamento da remuneração na saúde suplementar, envolvendo os procedimentos e as diretrizes da ANS, bem como os parâmetros definidos pela CHBPM.

O manual considera a última edição de 2016, com valores baseados no Comunicado Oficial CBHPM 2017, em relação a procedimentos efetuados entre outubro de 2017 e setembro de 2018. Ainda, ele deve ser usado como referência e os honorários atuais constarão na versão online, disponibilizada na área do associado sempre que acontecerem modificações.

Como calcular honorários médicos pela CBHPM

A CBHPM define faixas de valorização dos atos médicos conforme seus portes. A lista não indica valores monetários, e sim os procedimentos, que são divididos em 14 portes, agrupados em três subportes: A, B e C.

A divisão segue alguns parâmetros:

  • a complexidade técnica;
  • o tempo de execução;
  • a atenção requerida;
  • o grau de treinamento necessário para capacitar o profissional responsável pela execução.

Vale observar que o cálculo da CBHPM leva em consideração alguns parâmetros, quais sejam:

  • os valores dos aportes;
  • o que é efetivamente pago ao profissional de saúde;
  • o valor da unidade de custo operacional (UCO), que remunera os aluguéis, os equipamentos;
  • a folha de pagamento.

Em toda a tabela, existem regras para cada situação. Com a leitura mais apurada e um conhecimento mais profundo, pode-se efetivar o cálculo com propriedade. A fórmula para calcular honorários médicos pela CBHPM é:

porte + custo operacional (quando houver previsão) = valor do procedimento.

Os valores dos portes e da UCO têm reajuste conforme o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que é medido pelo IBGE para compensar as defasagens resultantes da inflação. O novo valor de referência para o UCO é de R$ 20,47.

Reduza em 50% as faltas dos seus pacientes com recursos de atendimento eficazes. Solicite uma demonstração

As vantagens do cálculo pela CBHPM

A classificação hierarquizada exibe muitos pontos positivos. Entre os benefícios podemos citar:

  • a preservação da qualidade no atendimento médico;
  • a transparência na conduta dos profissionais da área médica;
  • a padronização das cobranças;
  • a remuneração justa para os procedimentos;
  • o valor unificado das cobranças;
  • o uso de ferramentas atuais para conquistar a remuneração adequada das operadoras.

De modo geral, a CBHPM não oferece nenhuma desvantagem, já que, com a padronização, fica mais fácil para o profissional cobrar seus honorários e os pacientes não se sentirão explorados, nem terão que fazer muitas buscas para encontrar preços mais acessíveis. A única limitação é que se trata de uma tabela destinada exclusivamente para médicos, ou seja, nenhum outro profissional pode se basear nela para definir seus honorários.

Pronto! Agora você já compreende melhor sobre como calcular honorários médicos pela CBHPM e a importância desse procedimento para administradores de operadoras de planos de saúde e médicos conveniados.

Para receber mais conteúdo sobre saúde, diretamente em seu e-mail, assine a nossa newsletter!

Compartilhe
André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto é especialista em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC). É CEO do Clínica nas Nuvens, um software médico online completo para o gerenciamento de clínicas e consultórios.