Problemas com gestão? Conheça ferramentas para manter a sua clínica saudável e lucrativa!

Baixar
Sistema online completo
para clínicas e consultórios
jun 06
Como definir a comissão de vendas para a equipe do consultório?

Como definir a comissão de vendas para a equipe do consultório?

Quando o assunto são as vendas, manter a equipe motivada para bater novas metas é fundamental. E estabelecer uma comissão é uma boa maneira de melhorar o desempenho dos vendedores. Afinal, quanto maior o volume de vendas, maior a comissão. E ninguém quer ver essa quantia diminuindo mês a mês, não é verdade?

Vale saber que há muitas formas de implementar um bom sistema de comissões para a equipe do seu consultório. Para facilitar a sua escolha, reunimos neste post algumas características dos modelos mais conhecidos.

Quer se aprofundar no tema? Então continue com a gente e descubra como definir a comissão de vendas da sua equipe!

Comissão por vendas

Esse método é bem simples e provavelmente o mais conhecido no mercado para definir comissões. Nesse caso, o vendedor recebe um percentual previamente estabelecido por cada venda efetivada.

O pagamento pode ser realizado junto com o salário, semanal ou mensalmente, ou ainda por venda realizada. O percentual pode variar de acordo com o tipo de produto, a categoria do vendedor ou de acordo com as metas.

Aqui, é importante ficar atento à sua margem de lucro. Se for muito baixa, pode ser que esse método não seja o mais indicado para sua empresa.

Comissão por faturamento

Para entender como definir a comissão por faturamento é preciso ter em mente o montante bruto da totalidade das vendas da empresa. Assim, para calcular esse tipo de comissão são somados todos os valores do mês anterior, sem os custos.

Em seguida, é estabelecido um percentual para cada vendedor. Assim, se a empresa vendeu um total de R$ 100.000,00 no mês de abril, e o percentual é de 1%, cada vendedor (ou a equipe de vendedores) vai receber R$ 1.000,00 no seu vencimento do mês subsequente, por exemplo.

Assim como no comissionamento por venda, o percentual pode variar de acordo com as metas, faixas de faturamento e até mesmo a categoria do profissional. Dessa forma, a equipe vai sempre se empenhar em prol dos melhores resultados.

E-book - Ferramentas para gestão de clínicas, o guia completo.

Comissão por margem de lucro

Certamente, esse é o modelo mais complexo de comissionamento, pois é calculado sobre o lucro do consultório. Antes de estabelecer essa comissão, devem ser considerados todos os custos do negócio.

Por esse motivo, essa categoria não compromete as finanças da clínica. Como está vinculado ao lucro, não há risco de o faturamento não cobrir os gastos. Entretanto, se a empresa não lucrar, o vendedor não vai receber a comissão.

Sendo assim, é necessário que os balanços sejam feitos de maneira transparente. Caso contrário, você pode ter problemas de confiança com a equipe.

Comissão por recebimento

É simples entender as vantagens da comissão por recebimento. Basta ter em mente que as empresas que vendem a prazo costumam sofrer com a inadimplência. Assim, pagar a comissão ao vendedor sem ter recebido pode ser bastante oneroso.

Nesse modelo de comissionamento, o colaborador recebe sua comissão depois que o consumidor paga seu débito. Isso evita desfalques no caixa e estimula os vendedores a escolherem melhor os pacientes que podem comprar a prazo e a participarem de maneira mais ativa na hora de receber.

Como se pode perceber, há muitas formas de pensar e estipular o comissionamento. Para descobrir como definir a comissão ideal para a sua equipe, é importante ter em mente o volume de vendas, a margem de lucro e o tipo de produto com o qual se trabalha. Então, é só analisar as principais características de cada modelo e implementar aquele que mais combina com você e o perfil do seu negócio.

Gostou das dicas? Assine a nossa newsletter e receba diariamente informações preciosas para o crescimento do seu negócio.

André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto é especialista em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC). É CEO do Clínica nas Nuvens, um software médico online completo para o gerenciamento de clínicas e consultórios.