Jornada do paciente: tudo o que você precisa saber para atrair e fidelizar clientes.

Baixar o e-book
Sistema online completo
para clínicas e consultórios
dez 21
O que é e quais são as vantagens de ter uma clínica sustentável?

O que é e quais são as vantagens de ter uma clínica sustentável?

Estabelecimentos de saúde costumam ter um dos maiores consumos de energia por metro quadrado e produzem grandes quantidades de resíduos. A crescente preocupação com a preservação do meio ambiente tem feito que o investimento em hospitais e clínicas sustentáveis se transforme em tendência no Brasil.

Quer entender melhor esse assunto? Neste post, explicamos o que é uma clínica sustentável, quais são as vantagens de optar por esse modelo de empreendimento de saúde e como implementá-lo. Acompanhe!

O que é uma clínica sustentável?

Uma clínica sustentável é aquela gerenciada de maneira a possibilitar melhoras sociais e redução de custos ao mesmo tempo em que assegura a satisfação dos pacientes, a segurança dos trabalhadores e a preservação do meio ambiente. Além disso, a opção pela sustentabilidade oferece benefícios.

Com ela, a clínica cumpre a legislação (e evita problemas em fiscalizações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa), tem um orçamento eficiente (e gasta menos para oferecer serviços de maior qualidade) e garante uma boa experiência para o cliente. Dessa forma, é mais fácil fidelizá-lo e, assim, garantir um público fixo que considera a clínica sustentável como primeira opção quando necessita de serviços de saúde.

Como fazer que a clínica seja sustentável?

Gerenciar uma clínica sustentável não precisa ser complicado. Apresentamos, a seguir, quatro dicas que vão ajudá-lo a tornar sua empresa sustentável e, assim, diminuir os gastos. Confira!

Promova o descarte correto de resíduos

Todo serviço de saúde é obrigado por lei a ter um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS). Ele deve contemplar as etapas de geração, classificação e disposição final dos resíduos, de acordo com o tipo e o grau de risco.

O PGRSS é um conjunto de procedimentos de gestão (a RDC nº 306/2004, da Anvisa, e a Resolução nº 358/2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama) que devem ser seguidos para que os resíduos sejam gerenciados corretamente. Com isso, a clínica não só preserva a saúde pública e o meio ambiente, como também protege sua equipe.

Economize com papel e impressão

A produção de papel afeta o meio ambiente, pela alta retirada de árvores para produzi-lo e pelo descarte incorreto que inviabiliza a reciclagem. Por isso, um dos primeiros passos a serem tomados para ter uma clínica sustentável, é reduzir o uso de papel. Um dos modos de fazer isso é usar o prontuário eletrônico e um bom software de gestão de clínica.

Se realmente precisar imprimir algo, prefira usar a Ecofont. Criada pela Spranq, uma agência de comunicação da Holanda, ela permite reduzir em até 25% o uso de tinta por ter sido desenhada com a inclusão de pequenos círculos vazios dentro dos traços que formam as letras. E prefira usar papel reciclado ou certificado pelo Conselho de Gestão Florestal (Forest Stewardship Council FSC).

Cuide das condições de trabalho

As boas condições do ambiente de trabalho são essenciais para a saúde dos funcionários. Além disso, os profissionais são mais produtivos quando trabalham com conforto e segurança. E essas condições também podem ter impactos ambientais.

Uma clínica sustentável deve implementar soluções como o controle da exposição de luz (com equipamentos que impedem o ofuscamento, por exemplo) e assegurar que as áreas onde há emissão de odores sejam afastadas dos pontos de trabalho.

Escolha produtos de limpeza biodegradáveis

A limpeza é uma das principais preocupações de qualquer serviço de saúde. O uso de produtos de limpeza biodegradáveis contribui para a diminuição do acúmulo de substâncias tóxicas na natureza e ainda permite a redução de gastos, já que eles costumam render mais e limpar com mais eficiência. É importante destacar que produtos orgânicos têm menor probabilidade de causar lesões ou alergias na pele.

Ao optar por gerenciar uma clínica de modo sustentável, impulsiona-se o crescimento do estabelecimento. Isso sem contar que dessa forma é possível contribuir para a proteção do meio ambiente e para a sua preservação para as futuras gerações.

Gostou das sugestões para ter uma clínica sustentável? Assine nossa newsletter e não perca as novidades sobre como gerenciar sua clínica ou consultório!

André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto é especialista em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC). É CEO do Clínica nas Nuvens, um software médico online completo para o gerenciamento de clínicas e consultórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *