Problemas com gestão? Conheça ferramentas para manter a sua clínica saudável e lucrativa!

Baixar
Sistema online completo
para clínicas e consultórios
dez 20
4 melhores práticas para reduzir os custos da sua clínica médica

4 melhores práticas para reduzir os custos da sua clínica médica

A redução de custos é uma preocupação comum dos empresários, independentemente do ramo em que atuam. Quando se trata das clínicas médicas, isso pode parecer ainda mais complicado, já que os serviços de saúde não podem ser analisados unicamente do ponto de vista financeiro.

Com uma boa gestão financeira, é possível reduzir os gastos da clínica médica sem comprometer a qualidade do atendimento. Para ajudá-lo nesse processo, apresentamos quatro práticas que são bastante eficazes para diminuir as despesas. Quer saber mais? Confira a seguir.

1. Faça uma análise completa das despesas

O primeiro passo para reduzir custos com eficácia é saber exatamente quanto a clínica gasta. Para isso, é essencial documentar todas as despesas da empresa, para depois fazer uma análise completa de sua situação financeira.

A melhor opção é registrá-las em um software de gestão financeira ou de gestão de clínicas médicas, de modo que não haja erros em anotações nem perda de informações importantes. E isso serve também para abreviar o tempo de trabalho.

Divida os gastos em fixos (aluguel, salários, material de escritório e hospitalar, produtos alimentícios, contas de luz, água e gás, e outros) e esporádicos (troca de equipamento, treinamento da equipe, contratações e outros que não ocorram mensalmente). Registre valor, fornecedor e item comprado para cada despesa.

2. Avalie os fornecedores de suprimentos

Os gastos com medicamentos e suprimentos da indústria farmacêutica em geral sempre representam uma parcela significativa das despesas de uma clínica médica. Isso não significa, entretanto, que esse gasto não possa ser reduzido.

O mais comum é que essas compras sejam feitas sempre dos mesmos fornecedores. É possível, no entanto, solicitar a visita de representantes de outras empresas, a fim de comparar os preços e a qualidade dos produtos oferecidos de forma a facilitar a escolha daqueles que tiverem o melhor custo-benefício.

Se decidir trocar de fornecedor para um que ofereça preços menores, certifique-se da qualidade da mercadoria. Afinal, não é prudente comprometer a qualidade do atendimento aos pacientes para reduzir os custos da clínica.

3. Invista em um software médico

Os softwares médicos incluem uma série de recursos distintos. Eles vão do agendamento de consultas ao controle de caixa ou do relógio-ponto dos funcionários. Isso permite um melhor controle da movimentação financeira da clínica.

Dessa forma, é possível identificar setores em que se podem reduzir custos, além de garantir melhor organização de prontuários e diagnósticos, e melhor atendimento aos pacientes. Assim como em outras áreas, é importante ter um software que atenda a todas as necessidades da clínica de forma eficiente.

4. Substitua a impressora por um modelo a laser

Os gastos com impressão costumam afetar bastante o orçamento de uma clínica. Para reduzir custos, a melhor opção é ter impressoras a laser. Apesar de serem modelos mais caros, têm custo de impressão por página bem menor. Um toner pode imprimir de 10 mil a 12 mil páginas (enquanto um cartucho imprime, em média, 200 folhas).

Além disso, é importante diminuir a quantidade de impressões diárias. Uma boa forma de fazer isso é usar o prontuário eletrônico e a digitalização de documentos (em vez de cópias), o que diminui, ainda, a necessidade de espaço para armazenamento físico de documentos.

Em resumo, é possível, com medidas simples, reduzir os custos da clínica médica sem comprometer a qualidade dos serviços prestados. Além de poderem ser facilmente implementadas, se executadas corretamente, essas práticas são bastante eficientes.

Gostou de saber como reduzir os custos da sua clínica médica? Então continue aqui no blog e descubra como fazer o mesmo no seu consultório.

André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto é especialista em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC). É CEO do Clínica nas Nuvens, um software médico online completo para o gerenciamento de clínicas e consultórios.