Sistema online completo
para clínicas e consultórios
Caneta e Papel: Inimigos do desempenho

Caneta e Papel: Inimigos do desempenho

Diante de um avanço significativo de tecnologias ligadas à gestão de clínicas, organizar os dados do consultório com papel e caneta não é uma escolha inteligente. Além de não ser o método mais seguro, resulta em perda de produtividade, desperdício de tempo e recursos.

Dessa forma, o aumento de desempenho de profissionais que dependem de uma organização efetiva acaba sendo uma meta difícil de atingir.

Neste conteúdo, nós vamos mostrar por que caneta e papel são inimigos do desempenho, apontando para as desvantagens de depender apenas desses dois instrumentos para o gerenciamento de tarefas, agendas e dados de pacientes em clínicas.

Continue acompanhando e saiba como aumentar o desempenho do consultório médico!

Por que não depender de caneta e papel no dia a dia?

Atende o telefone, anota o nome e o contato do cliente, procura na agenda em ordem alfabética, A, B, C… D, pronto! Escreve a lápis, depois anota direito. Cliente liga e desiste, apaga o nome, remarca, escreve à caneta em um papel, passa a limpo para a agenda, abre e fecha. Lembra que ele precisa levar um exame na próxima consulta. Abre de novo na letra D, anota do lado, liga e fecha.

Bom, você já imaginou que essa sequência de ações acontecia dezenas de vezes na rotina de secretárias e recepcionistas de clínicas no passado? Dentre muitas outras tarefas como essa, precisamos admitir que o trabalho de quem dependia de papel e caneta para se organizar era muito repetitivo, comprometendo tanto sua motivação quanto o desempenho.

O bom é que hoje ninguém precisa mais ficar com cara de choro quando pensar no trabalho envolvido com a gestão de clínicas e consultórios. Graças aos benefícios de softwares médicos, a rotina nesses estabelecimentos é bem mais simples e produtiva.

Que tal compararmos agora os dois métodos para comprovar essa realidade?

Caneta e Papel x Software de Gestão

Para demonstrar como a evolução chegou na Saúde, vamos citar os principais aspectos que diferenciam a gestão com papel e caneta da que utiliza um software!

  • organização
  • segurança
  • desempenho

O primeiro ponto que deve ser destacado é mesmo o aspecto organização, pois a automatização de funções diminui drasticamente o espaço físico ocupado anteriormente por arquivos de papel.

Além dessa questão ligada ao ambiente, o próprio profissional responsável pelas funções administrativas, quando utiliza um software, consegue encontrar tudo o que precisa apenas em um lugar, sem precisar se deslocar ou perder tempo procurando.

A integração de informações é um grande facilitador, enquanto anotar em papéis, agendas, cadernos e pastas separadas cria, inegavelmente, uma dinâmica bem mais trabalhosa.

A segurança também é outro fator que configura uma vantagem do software médico em relação ao papel, uma vez que prontuários, históricos e documentos ficam muito bem guardados em nuvem. Já, em relação ao uso de papel, são muitos os riscos que ameaçam esses arquivos, como o próprio desgaste natural do tempo.

Finalmente, para encerrar, precisamos o citar o desempenho em si, que acaba sendo potencializado pelo software devido a uma rotina mais organizada e ferramentas que oferecem funções compatíveis com as obrigações do dia a dia.

Viu por que usar um software médico é uma necessidade? Guarde um pouco o papel e a caneta e invista em novas tecnologias de gestão em saúde.

 

André Luiz Forchesatto

André Luiz Forchesatto é especialista em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina(UFSC). É CEO do Clínica nas Nuvens, um software médico online completo para o gerenciamento de clínicas e consultórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *